#VoceSabiaFENEC – Por que a torre de Pisa é inclinada?

   Projetada para abrigar os sete sinos da Catedral de Pisa, a Torre de Pisa, que teve seu inicio de construção em 1173, antes mesmo da conclusão do seu terceiro piso já apresentava um leve inclinação devido ao assentamento irregular das fundações e pelo fato de ter sido construída em um terreno constituído de argila e areia.

 Mesmo com o empenho do engenheiro responsável, Bonnano Pisano, de tentar conter a inclinação construindo os últimos cinco andares um pouco mais alto no lado oposto esta tentativa não conseguiu com que a construção se estabilizasse, pelo contrario, as 14 mil toneladas dos oito andares de construção fez com que a torre de mais de 55 metros de altura se afundasse ainda mais no terreno.

   A construção da Torre de Pisa durou 177 anos, tendo fim no ano de 1350. Porem durante todos esses anos foram feitas diversas tentativas de controlar as irregularidades na obra. Todas em vão. No séc. XX, a Torre passou a se inclinar 1,2mm por ano, assim, no ano de 1990 quando a pendencia chegou 4,5m em relação ao seu centro de massa, as visitas do publico chegaram a ser interditadas sob o risco de desmoronamento.

   Apenas em 1997, com o auxilio de 14 especialistas, os problemas de fundação da torre puderam ser controlados. Foi retirada gradativamente toda a terra não compactada do lado da inclinação e substituída por placas de chumbo durante a execução e também foram reforçados com cimento todos os muros que circundavam a torre, assim foi possível reduzir em 40,6cm a inclinação da Torre de Pisa estando segura novamente para reabertura ao público.